Mercado imobiliário 2018: Curitiba tem boas expectativas

22 de Fevereiro de 2018

Com a crise econômica que afetou todos os setores do mercado, o ramo imobiliário vinha com indicativos afetados pela situação financeira da população do país há pelo menos 2 anos. Investimentos altos e de longo prazo, como a compra de imóveis e terrenos, acabaram ficando em segundo plano na vida de muitas pessoas.

Mas, vêm notícias animadoras por aí. No fim de 2017, o Indespar (Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominal) divulgou dados positivos quando ao setor imobiliário em Curitiba no último trimestre do ano e deixou os empresários do ramo animados para o cenário de 2018.

Apesar de novembro ter apresentado queda nos índices de oferta de imóveis residenciais comparado a outubro, o número deriva da baixa de disponibilidade de imóveis na cidade, representando que o setor está com as vendas aquecidas.

A estimativa é que 2018 continue apresentando evolução de oferta e demanda, e que o mercado consiga se tornar mais estável. 2017 teve um crescimento de 10% no índice de lançamento de empreendimentos imobiliários quando comparado com o número de 2016 em Curitiba. Foi o melhor resultado desde 2011.