fbpx

AG7 anuncia projeto de plantação de árvores durante premiação

27 de novembro de 2019

ÍCARO Jardins do Graciosa é o primeiro do país a receber a certificação de sustentabilidade nível Ouro no consagrado GBC Brasil e reforça a cultura de sustentabilidade em Curitiba.

Política institucional da incorporadora curitibana visa contribuir para o  reflorestamento de áreas carentes de arborização da cidade.

            Andressa Gulin, diretora da AG7 

Nesta semana, o CEO da AG7 Alfredo Gulin Neto e a diretora da incorporadora Andressa Gulin receberam o prêmio do ÍCARO Jardins do Graciosa pela certificação Ouro do Green Building Council (GBC) Brasil Condomínio durante a Conferência Internacional Greenbuilding Brasil. O evento aconteceu em São Paulo no Espaço Cubo Itaú na Vila Olímpia.

O GBC é o maior órgão que fomenta a indústria de construção sustentável no país, e tem como visão, transformar a indústria da construção civil e cultura da sociedade em direção à sustentabilidade, utilizando as forças de mercado para construir e operar edificações e comunidades de forma integrada. Além de garantir o equilíbrio entre desenvolvimento econômico, impactos sócio ambientais e uso de recursos naturais.

“Estamos muito orgulhosos de receber esse premio do CGB e reafirmamos que o selo e a premiação são chancelas naquilo que acreditamos. Não buscamos marketing nem vitrine, buscamos conduzir e transformar o mercado imobiliário para que ele seja mais eficiente, mais confortável, mais sustentável. Sustentabilidade é uma das missões da AG7 e esperamos cada vez mais poder contribuir, de nossa maneira, para um mundo mais inclusivo, eficiente e durável,” conta Alfredo Gulin.

Com a certificação, o residencial de luxo, que tem assinatura do arquiteto Arthur Casas, se torna o primeiro do país e o primeiro das regiões Sul e Sudeste a receber o selo, além de ser o único empreendimento até o momento a conquistar o maior nível e pontuação no referencial GBC Condomínio. De acordo com as diretrizes da certificação, o ÍCARO Jardins do Graciosa atendeu 71 pontos em relação a categorias como o “uso racional de água”, “energia”, “materiais”, “requisitos sociais” e “inovação”. Entre os destaques da pontuação está o controle e gerenciamento de águas pluviais para irrigação e limpeza, o uso eficiente da água, o uso de fontes de aquecimento solar eficientes, a utilização de energia renovável a partir de painéis fotovoltaicos, o grande aproveitamento de ventilação natural e iluminação natural quatro vezes maior se comparado a empreendimentos convencionais, entre outros.

A certificação de sustentabilidade é considerada a principal do país. “Estamos muito orgulhosos em receber esta chancela, certificando o ÍCARO como projeto residencial sustentável do Brasil. Este é um reconhecimento que reforça nosso compromisso com a sustentabilidade. Projeto, este, no qual um time incrível sonhou e tornou possível, trazendo novas referências ao mercado imobiliário,” conta a diretora da AG7, Andressa Gulin.

“Nossa equipe, de mais de 300 pessoas, estiveram engajadas em transformar a habitação vertical em verdadeiras casas. Foco máximo é dado na experiência e conforto do cliente. Queremos “desconstruir” algumas “verdades absolutas” do mercado imobiliário em prol de maior satisfação do cliente AG7 e de todos os stakeholders envolvidos,” diz Alfredo que acrescenta que praticamente evangelizou formadores de opinião, fornecedores e potenciais clientes de Curitiba para que o projeto fosse colocado de pé.

Durante a premiação em São Paulo, a diretora Andressa Gulin anunciou a nova política institucional da empresa, uma árvore será plantada para cada visitante dos empreendimentos de seu portfólio. A principal certificação de sustentabilidade do país, o GBC, serviu de inspiração para a idealização da ação de plantio das árvores que também reforça o compromisso da empresa em transformar a forma como as pessoas vivem no mundo através da filosofia LEDS, que tem a sustentabilidade como seu pilar. As mudas serão destinadas ao Projeto 100 Mil Árvores, da Prefeitura de Curitiba e plantadas em áreas residenciais de Curitiba que sofrem com a devastação ambiental. 

“Uma árvore será plantada em Curitiba para cada cliente que visitar os empreendimentos da AG7 Realty e se cadastrar no projeto, como Mandala, ÍCARO, Igloo, AGE 360 e projetos futuros. Não se trata de uma ação de marketing, mas uma política da empresa, que tornará uma ação institucional, as doações de mudas de plantas nativas frutíferas para o reflorestamento de áreas carentes de arborização da cidade. Como referência, a quantidade mínima preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 12m² de área verde por habitante ou, aproximadamente, uma árvore por morador.”, conta Andressa.

As espécies de árvores que serão doadas são Pitanga, Araçá, Uvaia, Guabiroba, Guabiju e Cereja-nativa. “Queremos, dessa forma, reforçar nosso compromisso com um mundo mais sustentável, realizando ações onde vivemos”, finaliza.